Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

CLIQUE NO G+1 E NO FACEBOOK PARA DIVULGAR O FÓRUM. Dê um Like!

Junho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário


Stock Car – Comentários de domingo – Brasília 2014 / Stock Car-Comments of Sunday – Brasília 2014

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Stock Car – Comentários de domingo – Brasília 2014 / Stock Car-Comments of Sunday – Brasília 2014

Mensagem por Marcelo Coração Valente em Sex Maio 02, 2014 3:11 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Rafa Matos, 2º/26º colocado: Tirei um peso enorme das minhas costas. No ano passado, poderíamos ter terminado no pódio algumas vezes e não concretizamos. Em Santa Cruz, foi uma pena o que aconteceu (o piloto abandonou com pane seca, quando liderava), mas o aprendizado nos ajudou a conquistar esse pódio. Estou muito feliz, não só por mim, mas por toda a equipe. Eles trabalham duro e estou muito feliz por ter dado este pódio pra equipe. Eles também fizeram um trabalho perfeito e um excelente pit stop. Estão de parabéns. Foi em um teste de Fórmula Ford, quando eu tinha 16 anos. Então, já conheço o traçado, mas eu vou ter de dar uma boa revisada, porque faz muitos anos. Mas a expectativa é excelente. Lembro que é uma pista muito prazerosa, a equipe vem de um momento muito bom e tenho certeza que vamos aproveitar esse momento em Goiânia. Eu comecei a sentir o carro falhando a duas voltas do final. Eu estava me aproximando do Átila, mas decidi guardar três push-to-pass pra corrida 2 e estava rezando para dar tudo certo na segunda, mas infelizmente não foi o caso.

Ricardo Zonta, 5º/24º colocado: Foi uma boa corrida, a largada foi tumultuada com vários toques e não danificar o carro era o mais importante e, isso conseguimos. As primeiras voltas e a boa estratégia da equipe foram cruciais para esse resultado.

Júlio Campos, 6º/2º colocado: Pensamos no campeonato e saímos daqui com mais pontos que os vencedores. Quem quer ser campeão tem que fazer assim, manter essa regularidade de colocações. Este campeonato será muito estratégico, com diversas variáveis, e teremos de pensar direitinho em cada etapa para tomar as decisões corretas.

Valdeno Brito, 7º/14º colocado: É muito bom sair daqui de Brasília ainda como líder do campeonato. A gente sabia que esta rodada dupla seria uma das mais equilibradas, com muitos pilotos andando próximo e disputando a liderança. Saímos daqui com pontos suficientes para permanecer em primeiro e este era nosso principal objetivo. Claro que queria brigar pela vitória, repetindo a conquista da etapa passada, em Santa Cruz do Sul, mas quando isso não é possível, o ideal é subir no campeonato e foi o que conseguimos.

Denis Navarro 8º/19º colocado: Conseguimos salvar o fim de semana com o excelente trabalho que a equipe deu para nós hoje. Estávamos competitivos como os cinco primeiros colocados. A equipe mais uma vez foi fantástica no pit stop e isso fez com que conseguisse pontuar alguma coisa. Um fim de semana que poderia ser muito ruim, terminou como regular. Sabíamos que tínhamos condição de estar mais a frente, mas isso só nos deixa mais esperançosos para as próximas.

Sergio Jimenez, 9º/15º colocado: Achamos a falha que nosso carro tinha somente após o classificatório. Largamos de 21º, o que é sempre um risco, mas felizmente não nos envolvemos em nenhum acidente. Vínhamos bem na prova, arriscamos no pit stop para a primeira corrida e terminamos em nono. Na segunda prova, fizemos a volta obrigatória e paramos logo em seguida para troca de pneus e reabastecimento. O carro voltou bem melhor, modificamos o que era permitido lá no grid e viemos para cima. Conquistamos os pontos que foram possíveis e não perdemos o contato com a liderança do campeonato”.

Nonô Figueiredo, 12º/21º colocado: Tínhamos duas opções de estratégia. Fazer uma parada curta para pontuar mais na primeira corrida ou uma parada longa para disputarmos bem a segunda. Fomos para a longa, mas acabamos errando no pit-stop. Ao invés de colocar dois galões de combustível, colocamos só um. Ou seja, ficamos no meio do caminho, mas mesmo assim terminei em 12º e marquei meus primeiros pontos, isso é importante.

Popó Bueno, 13º/6º colocado: Fizemos a opção de estratégia de parar para trocar três pneus e fazer o reabastecimento completo na corrida 1. Mesmo com este pit stop mais longo, consegui somar sete pontos, e fui para a segunda prova em boas condições. Foi uma corrida intensa, com disputas bem acirradas, cheguei inclusive a tomar vários toques, mas consegui cruzar a linha de chegada em sexto, o que é um ótimo resultado aqui em Brasília, principalmente depois de perder o primeiro dia de treinos com um problema mecânico.

Allam Khodair, 14º/17º colocado: Tínhamos uma estratégia ousada. Trocaríamos apenas um pneu. Uma parada curta que nos colocaria várias posições à frente. Mas infelizmente nossa parada não funcionou como imaginávamos. A roda não soltava e perdemos muito tempo na parada. Sem pneu e sem o ganho de tempo que imaginávamos, acabamos ficando para trás. Agora vamos pensar para frente. Temos um mês de trabalho até a próxima corrida e temos que aproveitar este período para melhorar nosso carro. Temos um carro competitivo, que está evoluindo bastante desde a primeira etapa, mas ainda temos que ajustar alguns detalhes. Esta pausa será muito importante para focarmos no trabalho dentro da oficina.

Felipe Fraga, 15º/9º colocado: Começamos bem a corrida de Brasília com a pole position e sem dúvida éramos o mais rápido nas duas corridas. Infelizmente tivemos um problema no pit stop, ficando preso pelo carro da frente. Ainda deixei o carro apagar e perdemos mais tempo. Queria muita a décima colocação porque valia a pole e defendi minha posição na última volta do Thiago (Camilo). Na minha visão, fiz uma defesa correta, mas não foi assim que os comissários entenderam e tive que aceitar a punição. Na segunda corrida, largando em 15o, fiz uma largada muito boa, mas no final tive que economizar combustível. Mesmo poupando e com Safety Car, acabou faltando na reta final e perdi um pódio certo. Com tanta velocidade nas duas corridas, é claro que queria sair ao menos com mais uma vitória, mas pelo menos consegui mais um recorde (o de pole mais jovem) e mostrar que a equipe Vogel está super competitiva. O Luciano (Burti) também está bem e conseguimos um ritmo forte nas duas provas. A estratégia também foi a correta e teria nos levado ao pódio nas duas provas, mas não adianta lamentar, agora é continuar trabalhando e aprender com os erros.

Felipe Lapenna, 18º/13º colocado: Largar de 24º é aquela coisa, você tem de se livrar de batidas, mas ao mesmo tempo tentar fazer uma corrida rápida para chegar mais à frente. Até que consegui fazer uma corrida boa, com muitas disputas, muitas ultrapassagens e estava legal. Na hora do pit stop, fomos para a estratégia de pensar na segunda corrida, enchemos o tanque, trocamos os dois pneus, mas na hora de trocar o pneu dianteiro esquerdo, a porca enroscou e acabei perdendo umas quatro ou cinco posições e ai terminei em 18º. Na segunda corrida, larguei bem, pulei pra nono na quarta ou quinta volta, mas tomei um drive thru e não entendo o motivo, o critério. Fiquei muito chateado. O carro da frente parou e eu não tive o que fazer, tive de desviar, perdi três posições no pulo da largada e mesmo assim fui punido. Mas parabéns pra toda a equipe, que conseguiu um ótimo resultado com o Rafa.

Tuka Rocha, 22º/7º colocado: Foi um final de semana complicado, mas a expectativa era de recuperarmos posições. Íamos chegar entre os primeiros.

Rafael Suzuki, 23º/27º colocado: Foi um fim de semana dificílimo para nós. Tivemos um problema crônico no carro que afetou completamente nosso desempenho nos treinos e na classificação. Na primeira corrida, o carro foi melhor, mas não o suficiente para escalarmos o pelotão. Desta forma, sacrificamos a primeira prova em detrimento da segunda, em que tínhamos tudo para chegar em sétimo ou oitavo até ficarmos sem freio. Aprendemos muito com a estratégia e evoluímos muito de Santa Cruz do Sul até aqui. Foi uma pena essa falha no fim porque isso nos tirou bons pontos que certamente somaríamos em Brasília. Agora é trabalhar muito, principalmente no chassi, nesse intervalo de um mês até a etapa de Goiânia.

Lucas Foresti, 27º/10º colocado: Conseguimos desenvolver muito o carro neste fim de semana. Desde o começo o carro estava bom e fomos melhorando a cada entrada na pista. Na tomada, a bandeira vermelha me atrapalhou, mas, segui confiante para a corrida. Infelizmente um toque na terceira volta não me permitiu completar como queríamos a primeira corrida. Mas, na segunda prova, deu tudo certo. O carro estava perfeito e a estratégia da equipe me ajudou a ficar muito bem posicionado no contexto geral. Agradeço ao Banco de Brasília e à CVC pelo apoio. Quero parabenizar todo o time da RC3 Bassani pelo excelente trabalho e, mesmo quando tomei a batida eles foram muito bons e me deram um carro ótimo para a segunda prova.

Diego Nunes, 29º/8º colocado: São pontos importantes. Servem de incentivo para prosseguirmos em evolução. Agora vamos ter bastante tempo para trabalhar na equipe e preparar o carro para a próxima corrida, em Goiânia.

Gabriel Casagrande, não terminou: Foi triste, porque fazíamos uma boa corrida de recuperação. Nosso carro era bom, agora vamos esperar a posição dos comissários.

Galid Osman, não terminou: A gente poderia fazer a estratégia de fazer um pit stop curto, vencer a primeira corrida e garantir 24 pontos. Foi o que o Átila Abreu, que vinha andando atrás da gente e com um ritmo de corrida mais lento, fez. Infelizmente o motor entrou em modo de segurança, quebrou, o que foge ao controle da equipe e do piloto.

Lico Kaesemodel não terminou: Fiz uma largada bastante cautelosa, justamente para não correr risco de ficar de fora e poder fazer as duas corridas, mas infelizmente para minha surpresa apareceu a luz de alarme no painel do carro, entrando em modo de segurança. Não deu nem tempo de entrar para boxe e fiquei pelo caminho… Meu carro teve de retornar guinchado e isso impossibilitou que largasse na segunda corrida. É uma frustração grande, porém sabemos que automobilismo é isso mesmo. O lado bom é que voltei a andar na Stock Car, me familiarizar com as novidades técnicas, cambio borboleta e pneus mais largos pois vou tentar viabilizar mais uma etapa ainda esse ano, visando 2015.

fa Matos, 2nd/26th place: a huge weight Off of my back. Last year, we could have finished on the podium a few times and didn't get it done. In Santa Cruz, it was a shame what happened (the pilot abandoned with dry, failure while leading), but the learning process helped us conquer this podium. I'm very happy, not just for me, but for the whole team. They work hard and I'm very happy to have given this podium for the team. They also did a perfect job and an excellent pit stop. Are to be congratulated. Was in a formula Ford test, when I was 16 years old. So, I know the layout, but I'll have to give a good review, because many years ago. But the expectation is excellent. Remember that it is a very enjoyable track, the team comes from a very good time and I'm sure we're going to seize this moment in Goiânia. I began to feel the car failing two laps from the end. I was approaching from Attila, but decided to keep three push-to-pass for race 2 and was praying to be all right in the second, but unfortunately that wasn't the case.
Ricardo Zonta, 5/24 placed: it was a good race, the start was tumultuous with several touches and not damage the car was the most important and that we did. The first few laps and the good team strategy were crucial to this result.
Julio Campos, 6/2nd place: we believe in the Championship and get away with more points than the winners. Who wants to be a champion has to do so, maintain this regularity of placements. This Championship will be very strategic, with several variables, and we will have to think straight at every step to make the right decisions.
Julie Brito, 7th/14th placed: it's very good to get out here in Brasilia as Championship leader. We knew this doubleheader would be one of the more balanced, with many riders walking around and disputing the lead. Get out of here with enough points to stay in first and this was our main goal. Of course I wanted to fight for victory, repeating the last step, in Santa Cruz do Sul, but when this is not possible, the ideal is to go up in the Championship and that's what we did.
Denis Navarro 8/19 placed: managed to save the weekend with the excellent work that the team gave to us today. We were competitive as the first five finishers. The team once again was fantastic in the pit stop and that meant I could score anything. A weekend that could be very bad, ended as a regular. We knew we had condition of being ahead, but that just leaves us more hopeful for the next.
Sergio Jimenez, 9º/15º colocado: Achamos a falha que nosso carro tinha somente após o classificatório. Largamos de 21º, o que é sempre um risco, mas felizmente não nos envolvemos em nenhum acidente. Vínhamos bem na prova, arriscamos no pit stop para a primeira corrida e terminamos em nono. Na segunda prova, fizemos a volta obrigatória e paramos logo em seguida para troca de pneus e reabastecimento. O carro voltou bem melhor, modificamos o que era permitido lá no grid e viemos para cima. Conquistamos os pontos que foram possíveis e não perdemos o contato com a liderança do campeonato”.
Nonô Figueiredo, 12°/21° placed: we had two choices of strategy. Make a stop short to score more in the first race or a long parade for the second fight. We went to long, but just erring on the pit-stop. Rather than put two gallons of fuel, put just one. That is, we're halfway there, but still finished in 12th and I scored my first points, this is important.
Popó Bueno, 13/6 placed: we made the stop strategy option to swap three tires and do the full replenishment in race 1. Even with this longer pit stop, I managed to add seven points, and went to the second round in good condition. It was an intense race, with well heated disputes, including taking several ringtones, but managed to cross the finish line in sixth place, which is a great result here in Brasilia, especially after losing the first day of practice with a mechanical problem.
Allam Khodair, 14th/17th placed: we had a bold strategy. Just go to a tire. A short stop which put us several positions up front. But unfortunately our stop did not work as expected. The wheel would not let go and we lost a lot of time in the parade. Without tire and without the gain of time we thought, just falling behind. Now let's think forward. We have a month work until the next race and we have to take advantage of this period to improve our car. We have a competitive car, that is evolving a lot since the first step, but we still have to adjust some details. This pause will be very important to focus on work inside the workshop
Felipe Fraga, 15º/9º placed: we started out the race of Brasilia with pole position and without doubt we were the fastest in the two races. Unfortunately we had a problem in the pit stop, getting arrested by the car in front. I left the car still delete and lost more time. Wanted much of the tenth place might as well because the pole and I defended my position on the last lap of Thiago (Camilo). In my view, did a proper defense, but that's not how the Commissioners understood and had to accept the punishment. In the second race, starting in 15th, I made a very good start, but in the end had to save fuel. Even saving and with Safety Car, just missing down the stretch and lost a podium. With so much speed in two runs, of course I wanted to leave with at least one more win, but at least I got another record (the youngest pole) and show that the team Vogel is super competitive. Luciano (Burti) is also good and we got a strong pace in the two tests. The strategy was also the correct and would have taken the podium in the two tests, but it's no use regretting now is keep working and learn from mistakes.
Felipe Lapenna, 18°/13° placed: Drop of 24 is that thing, you have to get rid of beats, but at the same time trying to make a quick run to get ahead. Until I managed to make a good race, with many disputes, a lot of overtaking and it was cool. At the time of the pit stop, we went to the strategy of thinking in the second race, filled the tank, we exchanged the two tires, but in time to change the left front tire, the sow is caught and ended up losing four or five positions and finished in 18th. In the second race, dropped out as well, jumped to ninth in the fourth or fifth lap, but I took a drive thru and I don't understand the reason, the criterion. I was very upset. The car stopped and I didn't what to do, I had to swerve, I lost three positions in jump the start and yet was punished. But congratulations to the whole team, which achieved a great result with Rafa.
Tuka Rocha, 22/7 placed: it was a difficult weekend, but the expectation was to get positions. We'd be among the first.
Rafael Suzuki, 23/27 placed: it was a difficult weekend for us. We had a chronic problem in the car that affected completely our performance in practice and in the standings. In the first race, the car was better, but not enough to possibly the platoon. In this way, we sacrifice the first proof to the detriment of the second, in which we had all to arrive in seventh or eighth until we run out of brake. We learned a lot with the strategy and we've come a long way from Santa Cruz do Sul. It was a shame that failed in the end because it got us good points that certainly somaríamos in Brasilia. Now is work hard, especially on the chassis, in this interval of a month until the step of Goiânia.
Lucas Foresti, 27°/10° placed: We develop the car this weekend. Since the beginning the car was good and we were improving each entry on the track. In the outlet, the red flag interrupted me, but follow confident for the race. Unfortunately a touch in the third round not allowed me to completed as we wanted the first race. But, in the second round, it all worked out. The car was perfect and the team strategy helped me be very well positioned in the overall context. I am grateful to Banco de Brasília and CVC for their support. I want to congratulate the entire team of RC3 Bassani for their excellent work and, even when I took the beat they were very good and gave me a great car for the second test.
Diego Nunes, 29/8 placed: Are important points. Serve as incentive to continue evolving. Now we have plenty of time to work on the team and prepare the car for the next race, in Goiânia.
Gabriel Casagrande, did not finish: it was sad, because we had a good race. Our car was good, now let's wait for the position of the Commissioners.
Galid Osman, did not finish: we could make the strategy of making a pit stop short, win the first race and ensure 24 points. That's what Átila Abreu, who had been walking behind us and with a slower race pace, did. Unfortunately the engine went into safety mode, which broke away from control of the team and the pilot.
Lycus Kaesemodel did not finish: I did a fairly cautious start, precisely so as not to risk getting outside and being able to do both races, but unfortunately for my surprise appeared to alarm light on the dash of the car, going into safe mode. It didn't even have time to go into boxing and I was on the way. My car had to return that made it impossible for him to leave the hook in the second race. It's a big frustration, but we know that motoring is just that. The bright side is that I'm back on the Stock Car, get familiar with the latest techniques, cambio butterfly and wider tires because I'm going to try and make one more step sometime this year, to 2015.

Vale a pena ler pessoal. Um pouco de conhecimento nunca é demais!
Worth a read. A little knowledge never hurts!
avatar
Marcelo Coração Valente
Administrador
Administrador

Mensagens : 134
Data de inscrição : 25/04/2014
Idade : 43
Localização : Rio de Janeiro /Brasil

http://automobilismo.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum